sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

sábado, 1 de janeiro de 2011

Coisas que um Piloto nunca conta ...

aviao


Uma investigação do Reader’s Digest fez perguntas a diversos pilotos sobre as incompreensíveis regras de segurança, atrasos inexplicáveis, atitudes incomuns da tripulação e o que realmente se passa por detrás das portas do cockpit:

Um capitão da American Airlines afirmou que comunica aos passageiros apenas o que eles precisam saber, portanto vocês nunca vão ouvir “Senhoras e senhores, acabámos de perder uma turbina” para não fazer todos se borrarem de medo.

Um advogado de uma linha aérea e piloto aposentado afirmou que é comum o piloto ligar a luz alertando aos passageiros para afivelarem os cintos. Mas se ele mandar os comissários se sentarem fique atento. Isto significa que vem turbulência forte pela frente.

Segundo um piloto este negócio de aterragem na água não existe. Chama-se colidir no mar.


Quando um avião voa e atinge uma grande corrente ascendente, invisível ao radar durante a noite, é como atingir uma lombada a alta velocidade: Agita-se tudo com violência.

Isto não é o mesmo que turbulência, segundo o analista de segurança aérea e capitão aposentado John Nance.


Segundo um capitão de uma grande companhia ninguém sequer considera andar de carro a 100 km/h sem o cinto afivelado. Mas quando o avião corta o ar a 800 km/h ele apaga a luz de afivelamento do cinto e você retira-o.

Se o avião atinge um pequeno bolsão de ar a sua cabeça bate no tecto.


Não existe assento mais seguro para escolher dentro de uma aeronave.

Mas a área mais suave durante o voo é comumente a asa ou próximo dela.
A área mais instável é a traseira, pois o avião é como uma gangorra.
Se você estiver no meio não se move tanto.

“Não fazemos você guardar o seu laptop por estarmos preocupados com interferência eletrónica. É para evitar que você tenha um projéctil no seu colo.”

Ninguém quer ser acertado por um laptop zunindo a 300 km/h.


“As pessoas não entendem porque não podem usar os seus telemóveis.

Bem, o que acontece é que 12 pessoas decidem ligar para alguém logo antes da aterriagem e eu posso ter uma leitura falsa nos meus instrumentos que dizem que estamos mais altos do que realmente estamos.”


“Nós pedimos para você abrir a janela para que os comissários possam ver lá fora em caso de emergência e escolher qual é o melhor lado para uma evacuação. Também permite que a luz entre na cabine caso fiquemos no escuro, ajudando os passageiros a se orientarem caso o avião role ou gire.”


“Sempre falo para os meus filhos voarem com calçados resistentes.

Se você tem que evacuar da aeronave e os seus chinelos caem você ficará descanço no asfalto quente ou no mato.”


“Se os pilotos dormem lá [no cockpit]? Certamente.

Algumas vezes é só um cochilo de dez minutos, mas acontece.”


“Há pessoas que tendem a pensar que o avião voa sozinho. Confie em mim, não é verdade.

Ele pode voar sozinho em alguns momentos. Mas você está sempre com as mãos no controle esperando ele estragar tudo. E ele estraga.”

“Um dos nossos motores falhou”.

O que eles falam ao invés disso:
“Um de nossos motores está indicando estar inadequado”.
É mais provável que não digam nada e você nunca saberá.
A maioria dos aviões voa bem com uma turbina parada.

“Pessoal, a visibilidade é zero”.

O que eles falam ao invés disso:
“Parece que há alguma neblina no aeroporto ”.